Cruz Alta / RS - terça-feira, 17 de setembro de 2019

Login para pacientes

Clique no botão "Acessar" para visualizar seus documentos médicos.

Acessar

Transtorno Bipolar

Transtorno Afetivo Bipolar – TAB

 

O transtorno Afetivo Bipolar é uma doença mental crônica que afeta cerca de 1% da população mundial, com a mesma incidência entre homens e mulheres.Os primeiros sintomas da doença costumam aparecer entre 15 e 24 anos.

Embora seja uma doença grave e, até o momento, sem cura definitiva, ela pode ser controlada e o portador pode levar sua vida normalmente.  

 

Quais são os sintomas do TAB? 

 

Atualmente sabe-se que há diversas manifestações da doença, podendo variar a gravidade e frequência dos sintoma. Entretanto, de maneira geral, podemos dizer que o TAB caracteriza-se pela alternância entre dois episódios: Depressão e Mania e períodos de “eutimia”, quando o indivíduo não apresenta sintomas.

 

Depressão

 

O quadro de depressão no TAB apresenta os mesmos sintomas do quadro depressivo anteriormente descrito:

 

  • Alterações de apetite e peso;
  • Alterações no padrão do sono;
  • Agitação ou lentificação, notadas por outras pessoas;
  • Perda de energia ou sentimento de cansaço durante a maior parte do tempo;
  • Dificuldade para se concentrar ou tomar decisões;
  • Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva;
  • Pensamentos repetitivos de morte ou suicídio;

 

Alguns pacientes apreentam quadros depressivos mais graves, chegando a apresentar sintomas semelhantes aos da Esquizofrenia, como alucinações e delírios.

 

Mania

 

O episódio de mania caracteriza-se pelos seguintes sintomas:

  • Aceleração do pensamento;
  • Rapidez na fala, mudança frequente de assunto;
  • Agitação;
  • Diminuição da necessidade de sono;
  • Aumento de energia;
  • Diminuição da concentração (esquece que está fazendo uma tarefa e passa para outra rapidamente)
  • Euforia ou irritabilidade
  • Autoestima aumentada

Estes sintomas podem variar de intensidade, indo desde a hipomania (quadro mais leve), até a Mania com sintomas psicóticos (quadro mais grave, em que o indivíduo apresenta sintomas semlhantes aos da Esquizofrenia e frequentemente necessita de internação).

 

Qual a causa do Transtorno Afetivo Bipolar?

 

Sabemos que os sintomas são decorrentes de alterações no sistema cerebral, porém as causas do TAB não são conhecidas. Sabe-se que fatores genéticos são importantes. Isso significa que há uma maior incidência da doença entre familiares de portadores, mas não significa que todos que têm história de TAB na família irão apresentar esta doença.

 

É importante lembrar que algumas doenças clínicas podem causar sintomas semelhantes aos do TAB, e uma avaliação clínica pormenorizada é importante antes de se fechar o diagnóstico do Transtorno Afetivo Bipolar.

 

Qual o tratamento do Transtorno Afetivo Bipolar?

 

O tratamento varia de acordo com a gravidade e características da manifestação da doença, mas geralmente é composto de medicamentos e psicoterapia.

 

Os medicamentos podem ser antidepressivos, estabilizadores do humor e antipsicóticos, juntos ou isoladamente. O médico responsável pelo tratamento deve sempre ser consultado, pois ele vai ter as informações necessárias para decidir pela melhor abordagem medicamentosa.

 

O tratamento psicoterápico é muito importante, pois ajuda o portador a entender o papel da doença na sua vida e a conviver com ela.

 

Referências Bibliográficas:

  1. 1.              Kaplan & Sadock’s Pocket Handbook of Clinical Psychiatry. Sadock and Kaplan, eds. 2001. Editora Lippincott Williams & Wilkins.
  2. 2.              Müller-Oerlinghausen, B; Berghöfer, A; Bauer, M. Bipolar Disorder. The Lancet, 2002. 359: 241-247.
  3. 3.              Benazzi, F. Bipolar disorder – Focus on Bipolar II disorder and mixed depression. The Lancet, 2007.
  4. 4.              Textos retirados do material para distribuição produzido pelos Laboratórios Pfizer LTDA.